Google lança versão 1.0 do IDE de código aberto Android Studio

Ambiente de desenvolvimento integrado serve como substituto ao Eclipse e foi anunciado no Google I/O de 2013; atualizações seguirão padrão do Chrome

Quase dois anos depois de anunciado, o Android Studio finalmente chegou à versão 1.0, sua primeira estável. Utilizado para a criação de apps para o sistema operacional móvel do Google, o IDE oficial da empresa teve a primeira prévia lançada na conferência para desenvolvedores I/O de 2013.

A plataforma é feita usando como base o ambiente de desenvolvimento integrado de Java IntelliJ IDEA, e serve como substituto ao Eclipse. De código aberto, o sistema tem como destaque um editor “inteligente”, nas palavras do Google, capaz de completar linhas de forma mais avançada, refatorar e analisar os códigos em busca de erros.

O software também traz modelos de projetos para os desenvolvedores trabalharem em cima e integração com o GitHub, para tornar mais fácil o compartilhamento. Além disso, um visualizador com múltiplos tipos de telas ajuda na hora de criar aplicativos para diferentes plataformas – smartphones, tablets, TVs, relógios e carros – e tamanhos de displays.

Fora isso, o IDE ainda permite usar a ferramenta ProGuard para otimizar o código das aplicações e dá suporte nativo ao Google Cloud Messaging e ao App Engine. Se estiver interessado em criar aplicativos para o Android, vale checar o guia básico do ambiente de desenvolvimento aqui.

O Android Studio tem versões para Windows, Mac e Linux (que podem ser baixadas aqui) e será atualizado seguindo o padrão do Chrome. Desenvolvedores terão à disposição uma versão estável (como esta 1.0) e outras três de testes: a Beta, a Dev e a Canary, sendo esta última a de uso mais “arriscado” – assim como é no caso do navegador.