Google lança terceira geração do Chromecast no Brasil

Chromecast dá recursos conectados para TVs, como reprodução de vídeo da Netflix e do YouTube

São Paulo — O primeiro Chromecast foi lançado como um dispositivo de 25 dólares, em 2013, feito para dar recursos conectados a TVs simples. Bastava ter um televisor com porta HDMI, uma rede Wi-Fi, o celular e pronto, você poderia ver séries da Netflix ou a tela do smartphone em uma tela grande. Quase seis anos mais tarde, o produto continua no mercado, funcionando da mesma forma, e sua terceira geração chega ao Brasil a partir desta terça-feira (5).

O dispositivo transmite conteúdos para a TV com resolução Full HD (60 fps) e conta com processador que o torna 15% mais veloz do que na geração passada.

Para usar o aparelho, é preciso instalar o aplicativo Google Home, que guia o usuário por um processo simples e intuitivo de configuração. Tanto faz se você tem smartphone Android ou iPhone, você pode controlar o dispositivo com o celular para reproduzir vídeos na televisão.

O dispositivo não é montado no Brasil, e sim importado. Nos Estados Unidos, ele sai por 35 dólares (129 reais, em conversão direta). O preço sugerido para o nosso mercado é de 349 reais.

Com o lançamento, a segunda geração do Chromecast será descontinuada, mas ainda deve passar algum tempo disponível no varejo, até que terminem os estoques.

Para o Google, o Chromecast tem espaço para crescer, apesar do crescente número de TVs conectadas no mercado global. “A função do Chromecast vai além de transformar a TV em uma smart TV. O Chromecast é o dispositivo que permite ao usuário ter acesso a todo o conteúdo do seu celular na tela grande da TV, esteja onde estiver, no seu apartamento, na casa de praia, na serra. Basta levar seu Chromecast e pronto”, informou a empresa, em resposta a EXAME.

O dispositivo funciona com Funciona com diversos aplicativos, sejam eles do Google ou não. Alguns deles são YouTube, Google Play, Globoplay e Netflix. O aplicativo da rival Amazon (chamado Prime Video), no entanto, não está entre eles.

Chromecast-Conectado

 (Google/Divulgação)

Veja também

A Amazon, assim como o Google, vende um dispositivo para TVs, o seu é chamado Firestick, e, ele sim, é compatível com o serviço. Vale notar que, no caso do Chromecast, uma extensão para o navegador Chrome em computadores e o aplicativo para smartphones permitem, também, transmitir o que for reproduzido no celular. Com isso, é possível usar o gadget não só para entretenimento, mas também no ambiente corporativo. Dá, por exemplo, para exibir apresentações ou fotos na tela grande da TV por meio do smartphone.

A terceira geração do Chromecast será vendida pelas redes de varejo online e em lojas físicas. Perguntado, o Google informou que não venderá o aparelho diretamente, como faz nos Estados Unidos. Ainda não foi desta vez que o Google aumentou a aposta no mercado brasileiro tendo sua própria loja virtual por aqui.