Google e Dropbox se unem em prol da segurança

Empresas anunciaram a criação da Simply Secure, uma organização cujo foco é tornar os diferentes métodos de proteção de contas mais fáceis de usar

São Paulo – Apesar do papel essencial que exerce no ramo da tecnologia, a segurança não é exatamente o que há de mais amigável para os usuários.

Mas os gigantes Google e Dropbox parecem acreditar que esse cenário pode ser revertido – tanto que, nesta quinta-feira, ambas anunciaram a criação da Simply Secure, uma organização cujo foco é tornar os diferentes métodos de proteção de contas, por exemplo, mais fáceis de usar.

A iniciativa ainda conta a participação de especialistas em segurança e da Open Technology Fund, fundação que “usa dinheiro público para apoiar projetos voltados à liberdade na Internet”.

De acordo com o comunicado oficial da parceria, as ferramentas de segurança voltadas ao consumidor “existem e são efetivas”.

No entanto, como o recente caso de vazamentos de fotos íntimas de celebridades deixou mais claro, elas não são exatamente muito adotadas.

Conforme acredita a nova organização, isso ocorre porque essas técnicas são “inconvenientes ou confusas demais para o usuário comum” – o que não deixa de ser verdade em casos como o da criptografia.

E é aí que entra a parceria: ela pretende fazer com que essas tecnologias de segurança se tornem mais “acessíveis e fáceis de entender”, como descreve o comunicado. Mas como?

Comunidade open source

Também de acordo com o texto oficial, o fruto da parceria trabalhará em conjunto com a comunidade open source para desenvolver novas ferramentas, sempre mais fáceis de usar – ou tornar as já existentes mais amigáveis.

O raciocínio, portanto, é simples: sem comprometer a usabilidade de serviços e aplicações, essas novas tecnologias deverão tornar menos “traumática” a relação das pessoas com as soluções de segurança.

Com isso mais os benefícios atrelados, torna-se bem mais provável a adoção maciça por usuários, mesmo os que têm pouco conhecimento técnico. A organização começará a atuar já nos próximos meses. 

Segundo o próprio site, ela colocará desenvolvedores em contato com pesquisadores para fortalecer a colaboração entre os dois lados e ainda patrocinará estudos de usabilidade para ferramentas open source já muito utilizadas atualmente – embora nenhuma tenha sido especificada em um primeiro momento.

Liderada por Sara Sinclair Brody, que já atuou como gerente de projetos do Google, a Simply Secure ainda se compromete a fazer tudo de forma transparente, como “manda o protocolo” da comunidade de código aberto.

Desenvolvedores, pesquisadores e criadores de soluções de segurança interessados já podem começar a propor parcerias – e o mesmo vale para quem quiser custear os esforços da nova iniciativa.