Google deixará usuário europeu de Android escolher navegador

Atingido com uma multa recorde de 4,34 bilhões de euros, o Google foi condenado a apresentar uma proposta para dar uma chance justa a seus rivais

Bruxelas — Usuários de aparelhos Android poderão escolher seus navegadores e mecanismos de busca dentre cinco opções a partir desta quinta-feira, disse um executivo do Google, em uma ação voltada para as preocupações antitruste da União Europeia e para evitar novas sanções.

Atingido com uma multa recorde de 4,34 bilhões de euros no ano passado por usar o poder de mercado do seu software para celulares para bloquear os rivais em áreas como navegação na internet, o Google, da Alphabet, também foi condenado a apresentar uma proposta para dar uma chance justa a seus rivais.

A Comissão Europeia disse que o Google tem uma vantagem injusta ao pré-instalar seu navegador Chrome e o aplicativo de busca do Google em smartphones e notebooks Android.

A empresa anunciou no mês passado que deixaria os usuários do Android escolherem seu navegador e mecanismo de busca, mas não forneceu detalhes.

Usuários de Android na Europa que abrem a loja de aplicativos do Google, Google Play, agora verão novas telas com a opção de baixar diferentes aplicativos de busca e navegadores, disse Paul Gennai, diretor de gerenciamento de produtos, em um blog.

“Duas telas aparecerão: uma para aplicativos de busca e outra para navegadores, cada uma contendo um total de cinco aplicativos, incluindo qualquer um que já esteja instalado”, disse ele.

Os cinco aplicativos são escolhidos com base em sua popularidade, que é determinada com base nos dados do setor e no número de downloads em cada país. Eles serão listados em ordem aleatória.

“Onde um usuário faz o download de um aplicativo de pesquisa na tela, também perguntamos se ele deseja alterar o mecanismo de pesquisa padrão do Chrome na próxima vez que abrir o navegador”, disse Gennai.

As novas opções aparecerão em telefones Android novos e existentes na Europa.