Google cria experiências imersivas de óperas e concertos

Google grava vídeo 360º de ópera no Theatro Municipal de São Paulo

O Google lançou nesta terça-feira (2) uma nova seção de seu Instituto Cultural voltada para grandes salas de teatro, concerto e de arte lírica do mundo. O único representante da América Latina no projeto é o Theatro Municipal de São Paulop, que ganhou um tour completo — incluindo bastidores — similar ao Street View, exposições virtuais e a gravação de um trecho de uma ópera em 360º.

O Google mapeou e disponibilizou exposições de 60 teatros, mas apenas 5 deles receberam uma equipe para a gravação em vídeo 360º. Além do Municipal, é possível assistir trechos de apresentações na Ópera National de Paris, do Carnegie Hall, em Nova York, da Royal Shakespeare Company, em Stratford, e da Filarmônica de Berlim.

Na página da casa de espetáculos paulistana no Instituto Cultural do Google, é possível conferir cinco minutos do ensaio geral de Lohengrin, de Richard Wagner, cujas récitas aconteceram no mês de outubro. São três câmeras sobre o palco, que possibilitam uma visão próxima dos artistas, assim como do fosso da orquestra sob a regência de John Neschling.

“Esse projeto abre uma janela do Theatro Municipal para o mundo”, afirma Nabil Bonduki, secretário de cultura da cidade de São Paulo. “Possibilita também uma visão diferente e que nem o frequentador de óperas costuma ter”. Segundo o secretário, a meta é levar a parceria entre a prefeitura e empresa de tecnologia para outras instituições culturais da cidade.

O projeto também disponibilizou quatro exposições virtuais com itens do acervo da Fundação Theatro Municipal, como homenagem aos grandes nomes que se apresentaram no palco do teatro e bastidores de montagens recentes.

O Google e o teatro devem expandir a parceria para digitalização do acervo, incluindo programas, cartazes e gravações em vídeo e áudio.

Clique aqui para ver a página do Theatro Municipal no Instituto Cultural do Google.