Galaxy Fold, o caríssimo smartphone de tela dobrável, chega hoje ao Brasil

O smartphone Android da Samsung custa quase 2.000 dólares nos Estados Unidos e competirá com iPhone 11 Pro Max e com o Motorola Razr

São Paulo — O primeiro smartphone com tela dobrável será lançado nesta quinta-feira no mercado brasileiro. É o Galaxy Fold, da sul-coreana Samsung, que tem tela de 7,3 polegadas – quase o mesmo tamanho da tela do iPad Mini –, mas pode ser dobrada ao meio para que o aparelho caiba no bolso ou seja usado com uma mão só.

À venda desde setembro de 2019 em países como Coreia do Sul e Estados Unidos, o Fold enfrentou um revés antes de ser lançado no ano passado. A primeira versão do produto tinha uma fragilidade de design. Uma película sobre a tela, quando removida, inviabilizava o funcionamento do celular. Cinco meses mais tarde, o problema foi resolvido e as vendas começaram em diversos países.

Em entrevista a EXAME em maio do ano passado, DJ Koh, chefe global da divisão de dispositivos móveis da Samsung, disse que a proposta da tela grande e dobrável é oferecer uma experiência de uso imersiva para a produtividade aliada à portabilidade, ideia que a empresa teve em 2011, mas só agora conseguiu trazer ao mercado graças à tela dobrável.

O preço do Fold para o Brasil ainda não foi divulgado — e esta é uma das maiores expectativas em relação ao lançamento de hoje. Nos Estados Unidos, o smartphone tem preço sugerido de 1.980 dóláres (aproximadamente 8.270 reais). É quase o dobro do valor de um iPhone 11 Pro de 64 GB (999 dólares ou 4.170 reais), o principal modelo do celular da Apple.

O lançamento no Brasil acontece em um contexto de queda de vendas de smartphones no país. De acordo com dados da consultoria americana IDC, após um crescimento no segundo trimestre de 2019 (algo que não acontecia desde 2017), o setor teve queda de 3,3% no quarto trimestre em relação ao mesmo período no ano anterior. A queda foi de 10,5 milhões de smartphones e, segundo a IDC, aconteceu por conta do período de retração do consumo no qual o país se encontrava nos últimos meses de 2019.

Veja também

O Galaxy Fold será o primeiro celular com tela dobrável vendido no mercado nacional. A rival Motorola, segunda empresa que mais vende smartphones no Brasil (atrás apenas da Samsung), também conta com uma versão nostálgica e moderna do Motorola Razr, mais conhecido no Brasil pelo nome de V3 – popular no começo dos anos 2000. O lançamento no Brasil chegou a ser anunciado para janeiro deste ano, mas, por enquanto, não há uma data definida.

De acordo com a previsão da consultoria ABI Research, as vendas de smartphones com telas dobráveis, flexíveis ou enroláveis devem chegar a 228 milhões de unidades em 2028.

O Galaxy Fold será o celular com sistema operacional Android mais avançado já lançado no mercado brasileiro, ele competirá com o iPhone 11 Pro Max, da Apple, que chega a custar 9.600 reais na sua versão mais avançada. O Fold, portanto, chegará para brigar pelo segmento mais caro dos smartphones.