Foxconn anuncia suspensão de contratações na China

Segundo porta-voz da fabricante de produtos de tecnologia, a empresa pretende manter o número total de trabalhadores em cerca de 1,4 milhão

Londres – A fabricante de produtos de tecnologia Foxconn está paralisando as contratações de trabalhadores de linha de montagem na China devido à elevada taxa de retorno dos funcionários ao trabalho após o feriado prolongado do Ano Novo Lunar no país, informou um porta-voz.

Segundo o porta-voz Louis Woo, mais de 90% dos trabalhadores da empresa retornaram ao trabalho após a pausa para o feriado, que se estendeu por uma semana na China.

Legiões de trabalhadores costumam voltar para suas regiões de origem nesse feriado e é comum as empresas precisarem repor as vagas daqueles que decidem não retornar ao trabalho.

Segundo ele, a Foxconn pretende manter o número total de trabalhadores em cerca de 1,4 milhão. O porta-voz não estabeleceu um prazo para o congelamento das contratações.

A empresa manifestou-se após uma reportagem do diário britânico Financial Times ter informado que a empresa havia congelado as contratações devido à desaceleração na demanda pelo iPhone 5, da Apple. Woo não quis comentar sobre clientes específicos da Foxconn, e um porta-voz da Apple na China não foi encontrado para comentar. As informações são da Dow Jones.