Fones de ouvido tradutores do Google são duramente criticados

Veja os prós e contras dos Pixel Buds

São Paulo – Os fones de ouvido do Google, chamados Pixel Buds, chamaram a atenção na conferência mais importante de hardware da empresa neste ano. Eles podem fazer tradução simultânea, usando o banco de dados e tecnologia do Google Tradutor, para viabilizar uma conversa entre pessoas que não falam o mesmo idioma.

Nesta semana, as primeiras análises dos Pixel Buds começaram a ser publicadas pela imprensa internacional e as impressões sobre o produto não foram boas. Veículos de imprensa de tecnologia ficaram desapontados com os resultados dos testes dos fones de ouvido do Google, apesar de eles terem alguns pontos positivos. Os aparelhos são os primeiros fones de ouvido criados pelo Google.

Veja a seguir o que os principais críticos escreveram sobre os Pixel Buds, que rivalizaram os AirPods, da Apple, e custam 159 dólares.

Contras

– Recurso de tradução simultânea é confuso de ser usado (Gizmodo)

– Tradução de frases de maneira rude e informal (The Verge)

– Colocar os fones na caixa carregadora da maneira certa é complicado (Android Police e The Verge)

– Conectam-se apenas a alguns smartphones Android para fazer a tradução (Gizmodo)

– Pareamento complicado com o smartphone (Wired)

Prós

– Corda é vista como prevenção contra perdas (Washington Post)

– Bom alcance de conexão Bluetooth (Technically Speaking)

– Cinco horas de duração de bateria (Washington Post)

– Integração com o Google Assistente é boa e permite dar comandos de voz ao smartphone (The Verge)