Flappy Bird vai voltar (mas não logo), diz criador do game

Em troca de mensagens no Twitter, Dong Nguyen afirma que quer voltar a oferecer Flappy Bird em lojas de app. Mas não agora.

São Paulo – E quando todos pensavam que a polêmica do Flappy Bird tinha acabado, o criador do game Dong Nguyen afirmou hoje que sim, pretende voltar a disponibilizar o jogo na internet. Mas não tão cedo.

A afirmação foi feita pelo desenvolvedor numa conversa com Robert, um estranho usuário do Twitter. 

Nas três mensagens em que publicou no site (todas nas últimas 14 horas), Robert se refere ao Flappy Bird e menciona o perfil de Nguyen (@dongatory). Na primeira, Robert diz “Você não devia ter banido o Flappy Bird. É legal”.

No segundo e terceiro tuítes, Robert pergunta a Nguyen se o desenvolvedor vai voltar a oferecer o game na Apple Store e na Play Store – lojas de aplicativos da Apple e do Google, respectivamente.

Na mensagem em que responde a Robert, Nguyen afirma: “Yes. But not soon” (“Sim. Mas não agora”, em tradução livre). Este é mais um capítulo da misteriosa história do game mais polêmico do ano.

Viciante

No Flappy Bird, um passarinho voa entre tubos sem poder bater neles. Apesar da proposta inocente, o jogo criou rapidamente uma legião de fãs – que foi surpreendida em fevereiro, quando Nguyen tirou o game das lojas de app.

“Flappy Bird foi pensado para se jogar por alguns minutos quando você estivesse relaxado. Mas se tornou um produto viciante”, afirmou Nguyen pouco depois em entrevista à Forbes – na qual dizia que o game não voltaria. 

Ao que tudo indica, parece que ele se enganou.