Falta de antenas não gera risco para 4G, diz Telefônica

Dificuldades para instalação de antenas permanece no centro das discussões entre operadoras de telecomunicações e o governo

São Paulo – As dificuldades para instalação de antenas permanece no centro das discussões entre operadoras de telecomunicações e o governo, mas não deverá afetar a implantação de redes de quarta geração de telefonia móvel (4G), segundo o diretor-geral da Telefônica Vivo, Paulo Cesar Teixeira, nesta quarta-feira.

“Não vemos (risco para o 4G). Estamos trabalhando, é um esforço muito grande e o governo está apoiando”, disse ele a jornalistas, após participar do evento Ericsson Business Innovation Forum.

“A gente está vendo de forma positiva a questão das antenas, até porque o governo está interessado em apoiar esse tema.” As operadoras de telefonia móvel reclamam das regras em muitas cidades que dificultam a instalação de novas antenas, e afirmam que isso dificulta a melhora do tráfego em suas redes.