Facebook vai desligar reconhecimento facial em fotos

Empresa busca oferecer mais recursos de privacidade em face de multa de 5 bilhões de dólares

São Paulo – O Facebook anunciou uma mudança na forma como funciona sua tecnologia de reconhecimento facial em fotos publicadas na rede social. A partir de hoje, a empresa não irá mais analisar automaticamente os rostos contidos em novas imagens. Para fazer isso, ela pedirá, antes, a permissão do usuário.

A tecnologia estava ativada por padrão nas contas dos usuários da rede social na maioria dos países. Quem nunca desligou essa função ainda pode estar com ela ativa. Ela pode ser desligada no menu de privacidade da sua conta no Facebook.

A finalidade da tecnologia, para o internauta, era sugerir marcações de pessoas em fotos – e o recurso funciona apenas com amigos.

A rede social enfrenta uma multa de 5 bilhões de dólares da Federal Trade Commission, uma espécie de CADE dos Estados Unidos. O motivo é o compartilhamento indevido de dados de usuários com empresas, no escândalo de privacidade que ficou conhecido como Cambridge Analytica. O caso também se relaciona com a tecnologia de reconhecimento facial da empresa. A penalidade ainda requer aprovação.

O Facebook ressalta, em seu blog oficial, que não compartilha seus dados de reconhecimento facial nem com estranhos, nem com empresas terceiras.