Facebook trabalha em aplicativo de uso anônimo, diz jornal

A rede social trabalha em um novo aplicativo de comunicação que permitirá aos usuários interagir sem precisar utilizar nomes reais, segundo o New York Times

São Francisco – A rede social Facebook trabalha em um novo aplicativo de comunicação que permitirá aos usuários interagir sem precisar utilizar nomes reais, ou seja, de forma anônima, segundo publicou na terça-feira o diário “The New York Times“.

O jornal cita fontes internas do empresa, segundo as quais o aplicativo chegará ao mercado “nas próximas semanas” e funcionará de maneira independente ao resto dos aplicativos da rede social.

Desse modo, o Facebook forneceria aos usuários de uma ferramenta similar aos aplicativos já existentes como Secret e Whisper, que permitem postagens e conversas em rede sem que os usuários se preocupem com a associação dos comentários às identidades reais.

Essa informação chega a público depois de um episódio marcante. Na quarta-feira, o Facebook precisou se desculpar publicamente perante a comunidade lésbica, gay, bissexual e transexual (LGBT) pela política de identidade que aplica na rede social e que obriga os usuários a se identificarem com nomes reais, o que gerou várias queixas do grupo.

A polêmica, que levou o Facebook a se desculpar em público, se iniciou em meados de setembro, quando várias drag queens, muitas delas de São Francisco, na Califórnia, denunciaram à imprensa que a rede social havia bloqueado suas contas por não utilizarem nomes reais.

Desde sempre, a política de identidade de Facebook foi fazer com que todos os usuários se identifiquem na rede com nomes reais e para que a transparência predomine sobre o anonimato.

No entanto, a política do Facebook vai de encontro com a vontade de muitos usuários de não fornecerem seus dados à rede social, assim como com os interesses do coletivo transgênero, cujos integrantes costumam utilizar nomes que não correspondem aos oficiais.

Segundo o jornal, o novo aplicativo dará um fim ao problema, já que permitiria seu uso de forma anônima e com pseudônimos.