Facebook irá dificultar a vida de quem “inunda” a rede com spams

A rede social ganhou uma atualização que diminui o alcance de conteúdo sensacionalista e caça-clique no feed de notícias

São Paulo – O Facebook anunciou hoje sua mais nova arma contra as fake news (notícias falsas, em inglês) e os spams. A rede social anunciou uma atualização em seu feed de notícias que penaliza links sensacionalistas ou caça-cliques que são publicados.

A ideia de diminuir a relevância desse tipo de conteúdo surgiu após uma análise do que é compartilhado pelos usuários no Facebook. Segundo o estudo, há uma pequena quantidade de pessoas que compartilha diariamente um grande número de postagens públicas, ou seja, envia spams para a linha do tempo de milhões de usuários. O problema disso é que, na maioria das vezes, esses links tendem a ter conteúdo de baixa qualidade.

Por isso, o Facebook decidiu reduzir o alcance desses links dentro da plataforma – vale lembrar que os conteúdos não são excluídos, apenas perdem relevância, aparecendo menos para outros usuários. A atualização será aplicada apenas em links, como artigos, e não a páginas, vídeos, fotos, check-ins, domínios ou atualizações de status.

A avaliação do que é ou não relevante dentro da rede social é feita por uma equipe de moderadores. Eles seguem certas diretrizes – que já se mostraram pouco transparentes – que têm por objetivo “trazer histórias que informem e entretenham as pessoas”, segundo uma publicação do Facebook.

De acordo com a rede social, a maioria das pessoas que possuem uma página não verão mudanças significativas na distribuição. Contudo, quem compartilha conteúdo a partir de pessoas que publicam grandes quantidades de postagens públicas por dia irão notar uma redução no alcance de audiência.

Veja também
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. A vide ou a vida?