Facebook é alvo preferido de hackers neste semestre

Segundo relatório da Eset, "apesar da rede social ter melhorado a privacidade e a segurança dos usuários, as medidas adotadas continuam sendo insuficientes"

Redação Central – O mês de agosto foi “atípico” pelas intensas atividades de hackers, que, segundo o relatório mensal do fornecedor de software Eset, tiveram o Facebook como alvo principal.

O Facebook conquistou neste semestre o título de alvo principal das ameaças na rede. Esta é a conclusão do relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Eset, no qual a companhia informa que “apesar da rede social ter melhorado a privacidade e a segurança dos usuários, as medidas adotadas continuam sendo insuficientes”.

A primeira grande ameaça enfrentada pela popular rede social se deu pelo comunicado emitido pelo grupo de hackers Anonymous, no qual anunciavam um suposto ataque ao Facebook para o dia 5 de novembro.

Os hackers aproveitaram a notícia, que preocupou os usuários, para enviar mensagens aconselhando-os a protegerem suas contas seguindo uma série de passos, que na realidade acabavam instalando aplicativos prejudiciais aos seus perfis.

A segunda grande ameaça enfrentada pelos usuários do Facebook neste semestre foi o lançamento de um vídeo que continha vários botões de “Like” que ao serem clicados instalavam uma dezena de aplicativos nocivos ao perfil.

O grupo Anonymous também promoveu diversos ataques ao Ministério da Defesa líbio, como forma de denúncia aos crimes do líder Muammar Kadafi, bem como ao site da empresa BlackBerry, após ser divulgado que iria ceder os registros de conversas de seus usuários à Polícia para identificar os instigadores dos tumultos de Londres.