Facebook deu a algumas companhias acesso a dados adicionais de usuários

Os acordos não declarados também permitiram que algumas companhias acessassem informações adicionais sobre amigos de usuários

Nova York – O Facebook fechou acordos personalizados de compartilhamento de dados com um seleto grupo de empresas, algumas das quais tiveram acesso especial a registro de usuários bem depois do ponto em que a gigante de mídia social disse que cortou todos os desenvolvedores dessas informações, de acordo com documentos judiciais, funcionários da empresa e pessoas familiarizadas com o assunto.

Os acordos não declarados, conhecidos internamente como “whitelists”, também permitiram que algumas companhias acessassem informações adicionais sobre amigos de usuários do Facebook, disseram fontes. Isso incluiu informações como números de telefone e uma métrica chamada “link amigo”, que mediu o grau de proximidade entre usuários e outras pessoas em sua rede. Muitas dessas parcerias personalizadas foram separadas dos acordos de compartilhamento de dados do Facebook com pelo menos 60 fabricantes de dispositivos móveis. Diversos legisladores e reguladores afirmaram, posteriormente, que as parcerias com fabricantes merecem uma investigação mais aprofundada.

As ofertas da “whitelist”, com empresas como o banco canadense RBC Capital Markets e com a Nissan Motor, foram atingidas por anunciantes ou parceiros do Facebook que eram valiosos por outras razões, segundo fontes. Elas mostram que o Facebook deu acesso especial a dados para um universo mais amplo de empresas do que era conhecido anteriormente e também levantam outras questões sobre quem tem acesso aos dados de bilhões de usuários e por que tiveram acesso, em um momento no qual o Congresso americano exige que a empresa seja responsabilizada pelo fluxo dessas informações.

Diretores do Facebook disseram que a empresa fechou um pequeno número de acordos com desenvolvedores para melhorar a experiência do usuário, testar novos recursos e permitir que alguns parceiros acabem com projetos de compartilhamento de dados já existentes. A empresa disse que permite que “um pequeno número” de parceiros acesse dados sobre os amigos de um usuário depois que as informações foram fechadas para desenvolvedores em 2015. Muitas das extensões duraram semanas e meses, de acordo com o Facebook. Não está claro quando todos os negócios expiraram ou quantas empresas receberam extensões. Fonte: Dow Jones Newswires.