Exclusivo: Busca por trabalhadores autônomos cai até 70% em uma semana

A contratação de garçons, churrasqueiros, manicures, diaristas, entre outros, despencou com a crise do novo coronavírus, segundo o aplicativo GetNinjas

Um novo relatório feito pelo aplicativo de serviços GetNinjas mostra o impacto da chegada do novo coronavírus ao Brasil no setor de serviços autônomos. Segundo dados registrados na última terça-feira (17) comparados com o mesmo dia na semana passada, a queda foi de 24% nos pedidos feitos por meio do aplicativo da empresa brasileira.

A categoria de serviço mais afetada foi a de eventos, com queda de 65%. Saúde e moda e beleza vêm em seguida, com reduções de 47% e 46%, segundo o GetNinjas.

No setor de eventos, as maiores quedas foram na contratação de churrasqueiros (-70%); de profissionais de animação de festas (-68%); e de garçons e copeiras (-66%).

Já na categoria de saúde do aplicativo, as maiores quedas foram de psicólogos (-65%);  nutricionistas (-45%); e cuidadores (-21%). Completam o ranking de quedas no setor de moda e beleza os maquiadores (-53%); os sapateiros (-37%) e as costureiras (-35%).

A queda em serviços domésticos, que incluem profissionais como diaristas, babás, motoristas particulares, chega a 38%.

As cidades que registraram as maiores quedas de buscas por profissionais autônomos na última semana foram Curtiba, Goiânia, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Fortaleza.

Os serviços de assistência técnica de ar-condicionado, computadores, notebooks e TVs foram os que registraram menor impacto com o novo coronavírus.

Segundo o IBGE, o setor de serviços representa dois terços do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

O GetNinjas tem mais de 1,5 milhão de profissionais cadastrados que oferecem seus serviços por meio de um aplicativo para smartphones e do site da empresa. Por mês, a companhia recebe mais de 400.000 solicitações de trabalho.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus