Estudantes chilenos inventam bicicleta antifurto

"Desenvolvemos um quadro de bicicleta com um dispositivo embutido que pode ser utilizado como uma tranca", explicou um dos estudantes que projetaram o modelo

Santiago do Chile – Mais de 106 mil bicicletas são roubadas em Santiago, a capital do Chile, por ano, por isso os estudantes Andrés Roi, Cristóbal Cabello e Juan José Monsalve, da Universidade Adolfo Ibáñez, projetaram um modelo inovador de bicicleta antifurto.

Andrés teve sua bicicleta roubada em várias ocasiões. Por isso, quando a universidade propôs a realização de um projeto para melhorar algum tipo de transporte, os três jovens estavam certos de que seria a bicicleta.

“Desenvolvemos um quadro de bicicleta com um dispositivo embutido que pode ser utilizado como uma tranca”, explicou Monsalve em entrevista para a Agência Efe.

Os estudantes batizaram o projeto da bicicleta antifurto de Yerka Proyect.

“Se alguém tentar roubá-la, terá que quebrar a bicicleta, que ficaria inutilizada e, por isso, seria menos atrativa para os ladrões”, comentou Monsalve.

Até o momento, os jovens vêm recebendo grande aceitação nas redes sociais. Pessoas de diferentes países estão querendo informações sobre o projeto e já esperam por sua comercialização.

“Queremos testar diferentes tipos de bicicleta que é o que as pessoas estão pedindo na internet”, disse Cabello, que espera que seu projeto “esteja no mercado em menos de dois anos” graças ao trabalho conjunto com pequenas empresas.

A quantidade de pessoas que se locomovem em bicicleta em Santiago dobrou desde o ano de 2006, segundo o Ministério dos Transportes. Com isso, espera-se que o número de viagens diárias supere 1 milhão em 2015.

Com isso, o governo chileno estabeleceu um plano de construção de ciclovias e bicicletários para dar prioridade a esse meio de transporte.