Estudante cria garrafa que condensa umidade do ar em água

Chamado de Fontus, o aparelho é acoplado no quadro de uma bicicleta e contém um condensador e uma garrafa, que armazena o líquido produzido

São Paulo – Um estudante austríaco desenvolveu um sistema para bicicletas que condensa a umidade do ar em água líquida e potável.

Chamado de Fontus, o aparelho é acoplado no quadro de uma bicicleta e contém um condensador e uma garrafa, que armazena o líquido produzido.

No topo do sistema, há um painel de energia solar que alimenta o funcionamento do condensador.

Quando a bicicleta entra em movimento, o vento esfria o ar úmido, condensando-o. As gotas de água geradas descem pelo sistema, que armazena o líquido na garrafa acoplada.

Um filtro é fixado na abertura por onde o vento assopra, impedindo que insetos e sujeira danifiquem os componentes ou contaminem a água.

Fontus

Atualmente, o protótipo é capaz de produzir uma gota d´água por minuto, em atmosferas com 50% de umidade e temperaturas de pelo menos 20ºC.

Criador da Fontus, o estudante de desenho industrial Kristof Retezár afirma que em regiões úmidas a garrafa consegue produzir meio litro de água por hora.

Cada uma das garrafas deve custar entre 25 e 40 dólares, valor que Retezár espera diminuir com crowdfunding e a produção em larga escala do sistema.