Erro de computação obriga EUA a repetir sorteio de green cards

País sorteia anualmente 50 mil vistos de permanência para imigrantes, mas programa responsável teve problemas

Washington – Uma falha de programação obrigará o Departamento de Estado dos Estados Unidos a repetir a loteria anual que fornece vistos de residência permanente, conhecidos como “green cards”.

O erro prejudicou dezenas de milhares de imigrantes que já tinham sido notificados que tinham obtido o documento.

Segundo confirmou o Departamento de Estado através de um comunicado, os resultados publicados até o momento não têm validade devido a um erro de programação.

“Lamentamos sinceramente qualquer inconveniente ou decepção que este problema tenha causado”, diz o comunicado.

Com a falha, os resultados “não representem uma justa seleção ao acaso dos candidatos”, como requer a lei, por isso que declará-los válidos seria uma “injusta desvantagem para muitos candidatos que querem o green card”, explicou o Departamento liderado por Hillary Clinton.

Cerca de 15 milhões de pessoas se cadastraram na loteria de 2012, com a esperança de conseguir um dos 50 mil vistos disponíveis este ano.

Os resultados do novo sorteio serão anunciados no início de julho e os participantes não precisarão pedir outra solicitação.

A loteria é realizada mediante um sistema de computação durante os últimos 15 anos e, segundo o Departamento de Estado, esta é a primeira vez que o processo registra uma falha.

A Diversity Inmigrant Visa (DV) nasceu em 1994 para aumentar o número de imigrantes procedentes de países desenvolvidos e que tradicionalmente tiveram baixos índices de migração para os EUA