Morre engenheiro responsável por capacete de realidade virtual da Microsoft

O motorista do carro que bateu em Ey, Robert Malsch, foi visto fugindo da cena logo após a batida, mas logo foi pego pela polícia

Mike Ey,o engenheiro responsável pelo capacete de realidade virtual da Microsoft, o HoloLens, faleceu em um acidente de carro no sábado passado (28).

O incidente foi confirmado pela polícia de Seattle à Kiro TV. De acordo com a declaração, Ey dirigia pela estrada quando foi atingido na traseira de seu carro por um veículo que andava a mais de 100 km por hora.

O motorista do carro que bateu em Ey, Robert Malsch, foi visto fugindo da cena logo após a batida, mas logo foi pego pela polícia após ser rastreado por um cão policial. Ele terá que pagar uma fiança de 100 mil dólares e enfrenta acusações de homicídio veicular e omissão de socorro.

Ao ser perguntada sobre o trabalho de Ey com o HoloLens, sua namorada, Kelley Piering, disse: “Ele dizia que era a coisa mais legal do mundo. O aparelho está olhando para o futuro enquanto mantém o presente. Mike dizia que ele não era perfeito, mas um dia seria”.

O Hololens permite aos usuários interagir com objetos virtuais 3D misturados com o mundo real, e foi anunciado em janeiro deste ano, junto ao anúncio do Windows 10.