Empresas buscam apoio de candidatos para incentivar a inovação no Brasil

Uma das propostas do grupo de 22 companhias é ajudar a formar 1 milhão de programadores no Brasil em quatro anos

São Paulo – Um grupo de mais de duas dezenas de empresas se prepara para lançar no próximo dia 2 de agosto o Movimento Brasil Digital. A iniciativa busca chamar a atenção dos candidatos à presidência – bem como do poder público e do setor privado – para a urgência de o Brasil se preparar melhor para o impacto provocado pelas novas tecnologias e trazer a inovação para o centro da estratégia de desenvolvimento do país.

Entre as 22 empresas que já se comprometeram em participar do movimento estão Grupo Pão de Açúcar, Petrobrás, Cielo, Whirlpool, Gol, Embratel, IBM, Oracle e EDP Energia.

O objetivo do grupo é chamar a atenção para a necessidade de se ampliar a infraestrutura de telecomunicações no país, melhorar a formação dos profissionais, incentivar o empreendedorismo e adotar políticas públicas de apoio à digitalização para modernizar o ambiente regulatório.

A ideia é assumir metas e compromissos de um prazo de sete anos, para que o Brasil possa adequar o ambiente de negócios e o mercado de trabalho às transformações digitais e seja competitivo em relação aos demais países. Uma das propostas em estudo, por exemplo, é o comprometimento das empresas em formar um milhão de programadores no Brasil em quatro anos.

O grupo vem conversando com pré-candidatos para expor sua visão. Já foram realizados encontros com Marina Silva (Rede) e Flávio Rocha (PRB), antes da desistência do pré-candidato de participar das eleições.

“O que a gente percebe é que todos os candidatos estão muito focados numa pauta urgente, que é a pauta das reformas, mas eles não têm a consciência da importância do processo de digitalização e o impacto que isso vai trazer para o país, seja positivo ou negativo”, diz Adelson de Sousa, presidente da empresa de comunicação IT Mídia, um dos fundadores do movimento. “O Brasil não pode ter uma liderança política que não esteja preparada para uma sociedade 5.0.”