“Ele teve o que mereceu”, diz pai do iPod sobre Forstall

Em entrevista, Tony Fadell, ex- chefe de iPod, disse ainda que a Apple está muito melhor sem Forstall no quadro de executivos

São Paulo – Um dos inventores do iPod, Tony Fadell, disse que Scott Forstall, chefe de software da Apple, “teve o que mereceu” com a sua demissão, que aconteceu no final de outubro passado. Em entrevista à rede britânica BBC, ele revelou ainda que, em Cupertino (cidade na qual está a sede da empresa) as pessoas vibraram com a saída do ex-chefe de software.

Durante a entrevista, Fadell é muito claro em relação ao que pensa sobre a saída do executivo, que era visto como o braço direito de Steve Jobs. Para ele, a Apple está muito melhor sem Forstall e que os incríveis profissionais que ainda trabalham na empresa terão agora a chance de trabalhar em paz.

A demissão do ex-chefe de iOS foi anunciada por Tim Cook no fim de outubro. Segundo especulações, existem dois motivos por trás da demissão do homem responsável pela engenharia do sistema operacional que roda no iPhone e iPad: sua personalidade difícil e a recusa em assumir a responsabilidade pelo fracasso do Mapas.

De acordo com relatos, Forstall era extremamente difícil de trabalhar e vivia em conflitos com outros executivos da empresa, inclusive do alto escalão. Já em relação ao Mapas, o serviço lançado com o iPhone 5 foi criticado por conta das imagens distorcidas e cidades fora do lugar. Na ocasião, ele teria se negado a assinar a carta na qual a empresa pediu desculpas aos seus consumidores pelo vexame, e que acabou levando o nome de Tim Cook. 

Tony Fadell

Fadell foi o responsável por levar um projeto de tocador de áudio digital para a Apple em 2001. Coincidentemente, a empresa também trabalhava em um produto similar. O engenheiro foi então contratado e chegou a ser o chefe da divisão do iPod.

Descrito como “engenheiro punk”, era considerado um dos candidatos aptos a assumir o posto de CEO da Apple. Deixou a maçã em 2008 para fundar a startup Nest, um termostato inteligente e com design encantador. Outra razão que teria motivado a sua saída foram as frequentes tensões com Scott Forstall.