Duzentos homens tentam resgatar geólogo a 1.000m de profundidade

O alemão de 52 anos feriu-se na cabeça e no peito por causa de um desprendimento de rochas enquanto explorava com dois colegas a gruta de Riesending-Schachthöhle

Uma equipe de 200 homens tentava resgatar no sul da Alemanha um espeleologista ferido desde domingo em uma gruta situada a 1.000 metros de profundidade.

O alemão de 52 anos feriu-se na cabeça e no peito por causa de um desprendimento de rochas enquanto explorava com dois colegas a gruta de Riesending-Schachthöhle, nos Alpes bávaros, na fronteira austríaca.

Um dos colegas ficou junto ao ferido, enquanto o outro levou 12 horas para sair à superfície em busca de ajuda.

A operação de resgate deve durar de quatro a cinco dias.