Dell XPS 12

logo-infolab

Muitas vezes, a vida pessoal e a profissional se misturam. Pensando nisso, a Dell lançou o XPS 12, uma máquina potente que pode ser usada tanto como ultrabook quanto como uma espécie de tablet. Isso se deve à sua tela de 12,5 polegadas giratória, que pode virar 180º e ser colocada sobre o teclado. Esse design híbrido, aliado a uma configuração de hardware potente, permite que o aparelho seja excelente em situações de produtividade e entretenimento.

Sem dúvida, o ponto alto da máquina é o processador Intel Core i7 4500U, que pertence à linha Haswell, a mais recente da fabricante. Essa família de processadores se diferencia bastante da sua antecessora, a Ivy Brigde, e, portanto, oferece impulsos na performance de CPU.

Confira o vídeo de INFO sobre o ultrabook-híbrido mais poderoso da Dell.

http://videos.abril.com.br/info/id/d26fefb7f1acd908ef7665dee8068d00

Design

Com peso de 1,5kg, o Dell XPS 12 é um ultrabook leve e isso se deve a sua construção, que conta com alumínio, fibra de carbono e até Gorilla Glass (na tela). Com esses componentes, o design foi fator determinante para elevar o preço do aparelho. O acabamento do produto é excelente, algo esperado para esta categoria. Outro ponto interessante é que a superfície da máquina  conduz pouco calor e o fan de ventilação é, relativamente, silencioso.

A construção das bordas da tela e as travas que a seguram são de boa qualidade e, tomando o devido cuidado, isso não deve gerar problemas ao consumidor. No modo ultrabook, o display fica fixo, ou seja, não se corre o risco dele cair sobre o teclado durante o uso. Para alternar para o modo tablet, basta empurrar a tela, preferencialmente, com as duas mãos. Exercendo uma leve pressão sobre ela, o processo de hibridismo tem início. O teclado é automaticamente desativado, já que o produto entende que será usado como um tablet e, portanto, o teclado torna-se dispensável, dando lugar aos controles realizados no painel sensível ao toque.

Um ponto negativo sobre o teclado é que, como o aparelho não é produzido no Brasil, ele não conta com o padrão ABNT2. Sendo assim, a disposição dos acentos é diferente e não há uma tecla dedicada para a letra “ç”. Claro que essa questão pode ser resolvida no sistema Windows 8.1, ainda que isso requeira um certo período de adaptação do usuário ao novo método de digitação.

Configuração

O Dell XPS 12 tem tela de 12 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080), processador core i7, 8 GB de memória RAM, SSD de 256 GB, além de uma placa gráfica Intel HD Graphics 4400, sistema Windows 8.1 (64 bits), USB 3.0, Bluetooth 4.0 e Wi-Fi 802.11 ac dual band. Ou seja, o aparelho conta com a maioria dos melhores componentes disponíveis no mercado, em suas respectivas categorias. Isso oferece uma performance ótima inclusive para jogar games e editar vídeos, dois exemplos de tarefas que exigem potência. Algo que faz falta, por exemplo, é uma saída HDMI para conectar o aparelho a uma TV ou monitor.

O ultrabook se destacou em relação aos concorrentes que passaram pelo INFOlab, embora a diferença de pontuação nos benchmarks possa ser parcialmente atribuída aos 8 GB de RAM dessa máquina (o dobro da média das máquinas testadas). Ainda assim, a diferença é considerável em, literalmente, todos os benchmarks e testes práticos. Isso se deve ao fato de que grande parte dos aparelhos testados pelo INFOlab não contam com configuração similar. Quando o Dell XPS 12 é comparado ao Core i7 do Vaio Duo 11, por exemplo, a diferença se torna bem mais estreita. Confira abaixo.

PCMark 7 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Dell XPS 12 5040
Lenovo Yoga 11s 3739
Vaio Duo 11 4868
Geekbench (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Dell XPS 12 7612
Lenovo Yoga 11s 4628
Vaio Duo 11 6676

Bateria

Embora o XPS 12 não pareça ter uma duração de bateria excepcional, é preciso considerar que ele mantém uma marca muito boa para categoria: 5h20 em reprodução de vídeo. Com isso, aparelho deixa para trás com folga a maioria dos outros híbridos testados pelo INFOlab, em termos de desempenho.

Sistema

O sistema do aparelho é o Windows 8, com atualização para a edição 8.1, algo que não afeta o desempenho do produto.

Em termos de software, a Dell incluiu um pequeno guia de uso do computador e um programa de backup e recuperação. Este último (Dell Backup and Recovery), como sempre, ajuda o usuário a criar backups simples, discos de restauração do sistema e backups com boot.

O Dell Audio oferece cinco perfis pré-definidos para algumas situações de uso (jogos e voz, por exemplo) e também possui um equalizador manual com pré-definições para vários tipos de música. É possível até mesmo simular diferentes taxas de amostragem nos arquivos de música (entre 44,1 KHz em 16bits e 192 KHz em 24bits), embora o efeito prático disso seja basicamente nulo para os alto falantes embutidos e para a maioria dos fones de ouvido. Entretanto, isso pode ser de grande valia para profissionais que trabalham com áudio.

Outro recurso de software curioso, embora não tenha uma grande utilidade para o usuário final já que ele não oferece formas de interação direta, é o “Medidor de Bateria”. Ele controla o fluxo de energia quando o ultrabook está sendo carregado para aumentar a longevidade da bateria, a vida útil mesmo. Por exemplo, ele possui um “modo desktop” que descreve uma situação de uso na qual a máquina está quase sempre plugada na fonte. Esse perfil faz com que a bateria só seja carregada até uma porcentagem determinada para poupar um ciclo de carga.  

Vale a pena?

O Dell XPS 12 é uma máquina potente, elegante e versátil. A maioria dos componentes mais poderosos do mercado de ultrabooks está presente neste aparelho. Portanto, seu preço não é baixo: ele custa a partir de 6.600 reais no Brasil. O modo tablet é algo curioso, mas sua utilidade é questionável, devido ao peso de 1,5kg. Mas se você procura um ultrabook com ótimo design e desempenho — e estiver disposto a pagar por isso —, o XPS 12 não decepciona.

Ficha técnica

Processador Intel Core i7 4500U – 1,8 GHz (Máximo de 3 GHz – 2 núcleos e 4 threads)
Cache 4MB
Chipset Intel Haswell
RAM 8GB DDR3L 1600 MHz
Armazenamento 256 GB SATA III mSATA
Sistema operacional Windows 8.1 (64 bits)
Conexões USB 3.0, Wi-Fi 802.11 ac dual band, NFC, Bluetooth 4.0, mini DisplayPort
Tela 12,5 polegadas (1920 x 1080p)
Peso 1,5kg
Bateria 5h20

Avaliação técnica

Prós Configuração excelente, tela Full HD, usabilidade versátil
Contras Alto custo, teclado fora do padrão brasileiro
Conclusão Ultrabook de excelente para produtividade e entretenimento, porém, preço do aparelho está acima da média
Configuração 9,0
Vídeo e Áudio 9,1
Usabilidade 9,1
Design modo notebook 8,1
Design modo tablet 7,4
Média 8.5
Preço R$ 6.600