Criadores da Internet elogiam o Marco Civil

Vint Cerf, que hoje trabalha no Google, elogiou o modelo multissetorial porque dá força à transparência da Internet

São Paulo – Dois dos principais expoentes da Internet, tidos como criadores da rede mundial, apoiam o modelo multistakeholder que será discutido nos dois dias de evento NetMundial, que acontece em São Paulo.

Para Tim Berners-Lee, que durante a tramitação do Marco Civil da Internet divulgou seu apoio ao projeto, disse que a Internet é de enorme utilidade pública e por isso deve ser governada como tal.

“Esse é o espírito da forma mais eficiente que garante que a Internet seja governada. E ela precisa ser governada pelo interesse público, porque é de uma enorme utilidade pública”, disse ele.

Berners-Lee comemorou a aprovação do Marco Civil da Internet porque, na sua visão, há uma tentação de se controlar a Internet, seja por governos ou empresas, e O Marco Civil da Internet, para ele, impede que isso aconteça.

“Quando ela é livre e aberta, é uma fonte de incrível criatividade, de crescimento econômico e, se alguém for controlá-la, vai dar a eles muito poder. Essa tentação de tentar controlar a Internet é sempre desejada por companhias e governos, e temos sempre que impedir isso, e o Marco Civil é um grande passo neste sentido”, disse ele.

Já Vint Cerf, que hoje trabalha no Google, elogiou o modelo multissetorial porque dá força à transparência da Internet. Além disso, Cerf mencionou a necessidade de se fortalecer o Internet Governance Forum (IGF) com apoio financeiro e de pessoal.

ONU

Para o secretário-geral adjunto da ONU, Wu Hongbo, a confiança na Internet foi destruída com as denúncias de espionagem. Para ele, apenas com o modelo multissetorial será possível manter a Internet aberta, segura e confiável.

“A Internet pode erradicar a pobreza, endereçar desigualdades e proteger recursos naturais”, disse ele. Hongbo considera a confiança na Internet algo vital e o consenso sobre o roadmap de uma nova governança é crucial nesse processo. “O evento NetMundial é um importante marco”.