Cresce o interesse dos consumidores por novas tecnologias

Segundo uma pesquisa da KPMG, realizada em 31 países, plataformas como mobile banking e pagamentos via QR Code têm apresentado um aumento em sua utilização

Rio de Janeiro – O aumento do interesse pelo mobile banking e a adoção de novas tecnologias são tendências que têm crescido entre os consumidores.

É o que indica o estudo Consumidores e Convergência 5: o estilo de vida convergente, realizado em agosto de 2011 pela KPGM em 31 países, incluindo o Brasil, com 9.600 entrevistados, entre 16 e 65 anos. Segundo a pesquisa, 66% dos consumidores estão dispostos a utilizar o mobile banking. Em 2008, este índice era de apenas 50%.

Em relação aos pagamentos móveis, um total de 38% dos consumidores utiliza smartphones em lojas de varejo para ter acesso a cupons de desconto, enquanto 20% empregam o uso de QR Code.

De acordo com os entrevistados, a maior barreira para a adoção das novas tecnologias de pagamento é a segurança e a privacidade dos dados, opinião que cresceu de 75% em 2010, para 90% no ano passado.

Quando perguntados sobre no que confiam para proteger seus dados ao fazer compras online, 56% acreditam nas plataformas de suas instituições financeiras, 30% em sites de pagamento seguro, como o PayPal, e 6% confiam nos servidores de internet.

O estudo também apresenta um crescimento no uso dos computadores para assistir à TV e filmes online, hábito de 51% dos consumidores. Já 24% preferem ver programas e filmes em smartphones. Ainda segundo o levantamento, cresceu para 73% o número de entrevistados que não pagariam para ter acesso a conteúdo online. Na pesquisa de 2010, o total registrado foi de 57%.

Quando o assunto abordado são as categorias mais procuradas em lojas virtuais, se destacam CDs, DVDs, livros e jogos de videogame. Entre os consumidores das Américas, 76% afirmam adquirir estes produtos por meio do e-commerce.

Na região da Ásia e do Pacífico, 67% dos entrevistados preferem utilizar estes meios, enquanto na Europa o número é menor, com um total de 55%. A compra online de passagens aéreas e pacotes de viagens é empregada por 70% dos entrevistados das Américas, da Ásia e do Pacífico, contra 61% da população europeia.