Crackers atacam servidores da Foxconn

Grupo chamado “SwaggSec” afirmou ter invadido os servidores e exposto os nomes de usuários e senhas de e-mail dos funcionários

São Paulo – Crackers de um grupo chamado “SwaggSec” afirmou ter invadido os servidores da Foxconn e exposto os nomes de usuários e senhas de e-mail dos funcionários da empresa e acessos para as redes intranet.

Os crackers se aproveitaram de uma vulnerabilidade no navegador Internet Explorer utilizado por um dos funcionários e instalaram um exploit na rede da Foxconn.

Com o vazamento desses dados de acesso à intranet seria até mesmo possível emitir pedidos falsos de empresas parceiras da Foxconn como IBM, Apple, Microsoft e Intel, por exemplo.

“Nós encorajamos a todos para explorarem nosso vazamento. A Foxconn de fato possuía um firewall adequado, no entanto conseguimos ultrapassá-lo facilmente. Utilizando diversas técnicas de hacking e com alguns dias para explorar, atingimos nosso objetivo”, afirmou o grupo em um comunicado.

O site 9to5Mac testou os logins e senhas divulgados pelo grupo e de fato elas funcionaram. No entanto, a Foxconn já desativou os servidores invadidos para evitar possíveis fraudes.

Segundo os crackers, a invasão foi uma retaliação às condições de trabalho dos funcionários da Foxconn. A empresa, no entanto, não quis comentar o caso alegando problemas de segurança internos e não há informações se mais dados sensíveis vazaram na web.

A Foxconn fabrica eletrônicos para diversas empresas de tecnologia e é a principal parceira na fabricação dos produtos da Apple. E justamente esta parceria que vem sendo criticada devido às condições de trabalho dos funcionários, já tendo sido registrados diversos casos de suicídio.