Coronavírus força empresas a cancelarem ida ao Mobile World Congress

Ericsson, LG e ZTE não estarão presente na maior feira de telecom do mundo que acontece em fevereiro

Rio de Janeiro — O medo do avanço do coronavírus está afetando o Mobile World Congress, maior evento de telecom do mundo que ocorre no fim de fevereiro na cidade de Barcelona, na Espanha.

A menos de três semanas do megaevento, nomes como a sueca Ericsson, a coreana LG e a a chinesa ZTE já anunciaram oficialmente que não irão participar da edição deste ano.

Nos bastidores, segundo uma fonte, outras companhias também estão analisando reduzir suas atividades e até mesmo suspender a participação no congresso, como as chinesas Oppo e Xiaomi, além de companhias americanas de telecom, como Sprint Nextel e Verizon, além de consultorias.

Executivos de empresas brasileiras, que tradicionalmente são convidadas pelos fornecedores de infraestrutura, também estão adiando a confirmação da viagem.

“Há uma grande preocupação com o evento neste ano, pois os chineses são sempre um dos principais participantes do evento e a China é o país epicentro do problema. Porém, a organização promete reforçar a questão de higienização com distribuição de máscaras e álcool em gel, pois há um esforço para fazer o evento acontecer”, disse uma fonte do setor.

Hoje, a sueca Ericsson, principal rival da chinesa Huawei, disse que não vai participar do MWC 2020.

“A responsabilidade da Ericsson pela saúde e segurança de funcionários, clientes e outras partes interessadas é a principal prioridade da empresa devido ao surto do novo vírus”, disse a empresa em nota.

A Ericsson, que tradicionalmente tem um dos maiores espaços do evento, vai anunciar seus lançamentos perto de seus clientes em eventos locais chamados “Ericsson Unboxed”.

Estratégia semelhante fez a LG, uma das maiores fabricantes de celulares do mundo. A companhia decidiu suspender sua participação no evento para “não expor seus funcionários a viagens internacionais”.

A companhia, que classificou a atual crise de “temos difíceis e desafiadires”, informou ainda que fará outros eventos ao decorrer de 2020 para anunciar suas novidades.

A ZTE não fará sua tradicional conferência de lançamento no fim de semana que antecede à abertura do MWC. Sem executivos, a companhia fará apenas a demonstração de novos celulares 5G com mão de obra local.

“Não há dúvidas que o evento será menor nesse ano”, destacou uma outra fonte.

Do outro lado, a organização do evento disse que a feira segue como planejado e que está aumentando os cuidados com a higiene. A GSMA, dona do congresso, vem soltando comunicados regularmente sobre a manutenção da feira, afirmando que o “impacto é mínimo”.