Coreia do Norte supera Irã como nação mais odiada nos EUA

A pesquisa foi feita um ano depois que o jovem líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, realizou um terceiro teste que teria fins nucleares

A Coreia do Norte conseguiu uma façanha pouco invejável ao superar o Irã como a nação mais odiada pelos americanos, de acordo com pesquisa divulgada pelo Gallup nesta quarta-feira.

Apenas 11% dos americanos têm uma opinião favorável sobre a Coreia do Norte. É a primeira vez, desde 2004, que a isolada nação comunista lidera a rejeição nacional, de acordo com a enquete anual do Gallup.

A pesquisa foi feita um ano depois que o jovem líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, realizou um terceiro teste que teria fins nucleares e após ameaçar atacar os Estados Unidos. Depois disso, Jong-Un também condenou seu tio e mentor em um tribunal militar por supostas intrigas contra o governo, executando-o após o julgamento.

A pesquisa foi realizada com 1.023 americanos entre 6 e 9 de fevereiro, dias antes de uma investigação histórica da ONU acusar o regime norte-coreano de cometer crimes contra a humanidade.

No caso do Irã, com relações tensas com os Estados Unidos e com o Ocidente por seu polêmico programa nuclear, o resultado não foi muito melhor, já que apenas 12% manifestaram alguma simpatia por Teerã. Ainda assim, esse número chegou a subir três pontos em um ano, dentro da margem de erro da pesquisa.

A Rússia experimentou a maior queda. A visão favorável de que Moscou desfrutava caiu dez pontos, chegando a 34%, basicamente devido à intensificação das críticas aos Estados Unidos por parte do presidente Vladimir Putin, em temas como os direitos dos homossexuais, ou a crise política na Ucrânia.

O vizinho México foi o país que mais melhorou sua posição, atingindo 58%, depois de ganhar 11 pontos.