Copa: metade dos estádios deve apresentar falhas na internet

Entre estádios com possíveis deficiências, Bernardo citou Arena Corinthians, palco da abertura, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Mineirão, em Belo Horizonte

Brasília – Seis dos 12 estádios da Copa do Mundo podem ter deficiências em sua rede de internet móvel, afirmou nesta quarta-feira o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

O ministro disse que ainda não foi assinado um acordo entre os administradores dos seis estádios descobertos e as operadoras de telefonia para instalar as redes de internet sem fio.

“Posso estar sendo muito pessimista, mas mesmo se fazerem agora o acordo para a instalação, dificilmente vai dar tempo de fazer um serviço de boa qualidade”, afirmou Bernardo a jornalistas.

Entre os estádios com possíveis deficiências, Bernardo citou a Arena Corinthians, palco da abertura da Copa, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

O ministro não soube dizer quais são os outros três estádios onde não se assinou o acordo de instalação de internet móvel.

No último mês de março, o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) alertou que poderia haver problemas na instalação das redes nos estádios de São Paulo e Curitiba pelas demoras nas obras.

Na Copa das Confederações, não se conseguiu instalar a tempo todas as infraestruturas de redes necessárias nos estádios do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Das 12 sedes do Mundial, ainda estão em obras os estádios de São Paulo, Curitiba e Cuiabá, enquanto em Porto Alegre ficam pendentes muitos trabalhos de urbanização em torno do Beira-Rio.