Consumo de vídeo em dispositivo móvel deverá dobrar até 2019

Para a ABI, serviços de TV paga continuarão a ser a solução primária para muitos consumidores, mas o tempo total gasto assistindo a vídeo online deverá aumentar

São Paulo – Os dispositivos móveis já respondem por 20% do total de visualizações de vídeo no mundo, segundo dados de 2013 da ABI Research divulgados nesta segunda-feira, 10.

A previsão é que essa proporção cresça “mais do que o dobro” em cinco anos, apesar do crescimento de novas plataformas para esse tipo de conteúdo como smart TVs, dispositivos como o Chromecast do Google e novos consoles de videogame PlayStation 4 e Xbox One.

Os computadores deverão continuar relevantes, mas os tablets seriam mais utilizados à noite.

De acordo com a empresa, os serviços de TV paga continuarão a ser a solução primária para muitos consumidores, mas o tempo total gasto assistindo a vídeo online deverá aumentar de 12,7 horas por mês em 2013 para 21 horas/mês em 2019.