Como usar o aplicativo Trello para planejar sua viagem de férias

Disponível para Android, iPhone e web, o Trello ajuda a visualizar pendências e tem integração com outros serviços

Na eterna e impossível busca pelo equilíbrio entre as vidas pessoal e profissional, faz sentido proibir o uso de ferramentas de produtividade do escritório em casa. Ou, no mínimo, restringi-las ao laptop da empresa. Usá-las para planejar as férias? Parece uma heresia. É aí que entra o aplicativo Trello, o painel de gerenciamento de projetos adotado por mais de 35 milhões de usuários (entre eles a Bloomberg Media) desde sua fundação, em 2011.

A empresa não está apenas apostando que seus usuários profissionais acharão a ferramenta útil para organizar suas vidas sociais e pessoais, mas também que ela pode mudar a forma de pensarmos no brainstorming e nas reservas de viagens.

Nas últimas semanas, a empresa lançou novos recursos em parceria com o Skyscanner, o popular mecanismo de reservas de passagens aéreas, e também com o Google e o Apple Maps. Adicionando-os aos recursos de fácil navegação já existentes, o Trello consegue oferecer uma verdadeira plataforma para a construção colaborativa de itinerários.

Planejamento de viagens

Para quem não conhece a plataforma, os “quadros” do Trello usam uma combinação de “listas” (ou colunas) e “cartões” (pequenas informações expansíveis) para ajudar a dinamizar projetos complicados entre os integrantes da equipe. A funcionalidade é simples e intuitiva: você pode marcar pessoas para delegar tarefas, adicionar datas de vencimento aos cartões, classificar cartões em um calendário e até carregar imagens para produzir um efeito semelhante ao Pinterest.

Não há uma única forma correta de organizar um quadro no Trello para planejar viagens, mas ao cadastrar uma nova conta é possível selecionar “viagem” como finalidade principal e ser direcionado diretamente para um modelo relevante que classifica seu planejamento de férias em seções como “coisas para fazer antes da viagem”, “comer e beber” e “concluído”.

Uma abordagem melhor poderia ser classificar atividades e restaurantes em listas organizadas por data; outros podem dividir experiências por tipo (aventura ao ar livre, museus, comida e bebidas) ou por bairro. Selecione “alterar tela de fundo” nas opções de menu de seu quadro e voilà: você pode escolher um papel de parede que lembre o destino da sua viagem, fazendo com que pareça menos com trabalho e mais com diversão. Depois, adicione seus companheiros de viagem ao quadro e atribua responsabilidades a eles, para por exemplo fazer seu amigo gastrônomo reduzir a lista de restaurantes ou pedir para que o grupo todo vote para decidir qual museu priorizar usando a ferramenta de pesquisa integrada.

Novos recursos

Todas essas funções eram possíveis no Trello desde o começo. Mas agora alguns novos recursos tornam esses quadros de viagem mais dinâmicos, apresentando informações de voo e de mapas de forma bastante visual. (Encontre os dois por meio do menu Power-Ups em cada quadro.)

A integração com o Skyscanner, por exemplo, permite realizar uma pesquisa de voos em um cartão que, em seguida, é preenchido por análises de preços personalizadas.

“Sabíamos que o planejamento de viagens seria parte da visão desde o início”, diz Justin Gallagher, chefe de gerenciamento de produtos do Trello e um dos primeiros funcionários da empresa. “Mas também percebemos que, se fôssemos criar recursos para cada uso, acabaríamos com um produto atravancado e inchado.”