Como seriam os carros de F1 em um universo paralelo (e legal)

Um designer holandês imaginou o visual dos bólidos se a principal categoria de automobilismo fosse menos careta

“Houve um tempo em que o mundo das corridas erae governado por bestas selvagens. Elas eram capturadas um pouco antes do inverno, quando nobres e corajosos homens as caçavam. Depois de meses disputando um campeonato ferrenho, os melhores animais eram mantidos, enquanto os demais eram dispensados”. Assim começa o manifesto de Andries van Overbeeke, um designer holandês amante de Formula 1.

A moral dessa fábula é simples: a principal categoria de automobilismo do mundo era legal e inventiva. Agora, está chata

Como qualquer amante de qualquer coisa, van Overbeeke tem ideia para melhorar seu objeto de adoração. Para sacudir o futuro da F1, o designer criou três modelos conceituais para as equipes McLaren-Honda, Red Bull e Williams. Os modelos são bem bonitos, mas não é só: eles não estão longe da realidade.

Os modelos foram pensados com base no que a engenharia já consegue entregar hoje – e sem muito esforço. “Temos tantos gênios trabalhando na F1. Eu só gostaria que as regras não fossem tão rígidas”, afirma van Overbeeke.

A principal mudança sugerida pelo holandês são os cockpits fechados, mostrada no conceito da McLaren. A ideia surgiu após o terrível acidente de Felipe Massa, atingido na cabeça por uma mola em 2009.

Após o episódio, a F1 chegou a discutir a mudança, mas esbarrou no conservadorismo dos chefões. Em entrevista à revista Autosport, Christian Horner — chefe da Red Bull — afirmou que a solução deixaria os bólidos horríveis. Van Overbeeke destruiu esse argumento.

Confira:

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Thinkstock/)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (/)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (James Gathany/Wikimedia Commons/)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (/)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke)

(Crédito: Divulgação/Andries van Overbeeke) (ThinkStock/deeepblue/)