Como saber se seus dados do Facebook chegaram à Cambridge Analytica

Quer saber se você foi um dos 443 mil usuários brasileiros com dados do Facebook acessados pela consultoria Cambridge Analytica? Descubra aqui

São Paulo – O Facebook começou, nesta semana, a comunicar se usuários tiveram seus dados explorados de forma irregular pela consultoria Cambridge Analytica. A comunicação será feita por mensagens no feed de notícias. Mas e se nada aparecer para você?

Uma página na central de ajuda do Facebook serve como atalho para quem quer saber logo se foi atingido pelo caso ou não. No Brasil, o oitavo país mais atingido no caso, cerca de 443 mil usuários tiveram seus dados acessados pela Cambridge Analytica.

O primeiro passo para descobrir se seus dados foram acessados pela consultoria é entrar nesta página de ajuda do Facebook. A página ainda não está completamente traduzida para o português, mas a mensagem mais importante já aparece em nosso idioma.

Para mim, por exemplo, a página afirma que a Cambridge Analytica não deve ter tido acesso a informações pessoas.

“Com base em nossos registros disponíveis, nem você, nem seus amigos entraram no aplicativo ‘This Is Your Digital Life’. Como resultado, não parece que suas informações do Facebook tenham sido compartilhadas com a Cambridge Analytica pelo aplicativo ‘This Is Your Digital Life’”, diz a mensagem.

É importante lembrar que a captação dos dados que posteriormente chegariam às mãos da Cambridge Analytica se deu por meio de um jogo na rede social, o This Is Your Digital Life. Usuários que jogariam ou que tenham amigos que acessaram o texto tiveram seus dados pessoais compartilhados com a consultoria.

Caso você ou algum contato seu tenha acessado o teste, a mensagem informará que isso aconteceu. O texto dirá que informações pessoais suas como imagem de perfil, páginas que curtiu, data de nascimento e cidade foram, provavelmente, acessados pela Cambridge Analytica. Globalmente, cerca de 87 milhões de indivíduos tiveram dados acessados pela consultoria.

Por conta do escândalo, o Facebook e seu co-fundador e CEO, Mark Zuckerberg, estão tendo de dar explicações. Nesta semana, Zuckerberg será ouvido e questionado por congressistas americanos sobre como a empresa lida com informações pessoais e com a privacidade de seus usuários.

Ao Congresso, Zuckerberg irá admitir culpa pelos erros da rede social. Ele ainda explicará quais são os esforços da companhia para evitar futuros problemas.

Hoje, a rede social anunciou um programa de recompensas para quem identificar e denunciar empresas que estejam mal-usando dados dos usuários da rede.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s