Cofundador da Apple sugere que você saia do Facebook

Para Steve Wozniak, a troca de dados pessoais pelo acesso aos serviços da empresa não vale a pena

São Paulo – Steve Wozniak, cofundador da Apple, saiu do Facebook no ano passado. Agora, em uma entrevista ao site TMZ, ele sugere que a maioria das pessoas deveriam fazer o mesmo.

“Há muitos tipos de diferentes de pessoas e alguns dos benefícios do Facebook valem a perda da privacidade. Mas para muitos, como eu, minha recomendação para a maioria das pessoas é que você deve encontrar uma forma de sair do Facebook”, afirmou Woz, como é conhecido.

Em mais de uma ocasião, o cofundador da Apple afirmou que uma solução para manter a privacidade dos usuários em redes sociais seria oferecer a eles uma versão paga, de modo a manter, ao mesmo, a rentabilidade de companhias como o Facebook.

Sobre a possibilidade, por vezes negada pelo Facebook, de que a empresa teria a capacidade de ouvir o que as pessoas dizem – sem tal autorização –, Woz se diz consternado. “Eu me preocupo porque você pensa que as suas conversas são privadas… você diz palabras que não deveriam ser ouvidas por outros porque você não está esperando por isso. Mas não há quase nenhuma forma de impedir que isso aconteça”, afirmou Woz.

Enquanto o Facebook está envolvido em uma série de problemas de privacidade, iniciados pelo acesso e uso indevido de dados de usuários no caso que ficou conhecido por Cambridge Analytica, a Apple se promove como um dos últimos bastiões da privacidade dos usuários de smartphones. A empresa, que não monetiza seus dados pessoais como fazem redes sociais, por vezes critica Facebook e Google, que têm modelos de negócios baseados na venda de acesso a públicos específicos na internet.