Cisco deve demitir 6 mil funcionários até 2015

As demissões representam 8% da força de trabalho global da Cisco.

A Cisco anunciou que como parte de uma reestruturação fiscal que custará 700 milhões de dólares de receitas, a empresa demitirá 6.000 funcionários até o primeiro trimestre de 2015.

O anúncio foi feito durante balanço fiscal, onde a empresa afirmou que entre 250 milhões e 350 milhões de dólares dessas taxas serão descontadas no primeiro trimestre do próximo ano fiscal e o restante até o final de 2015.

Essas taxas se referem aos pagamentos de encargos e benefícios das demissões, que representam 8% da força de trabalho global da Cisco.

Durante a conferência, a Cisco afirmou que os mercados emergentes representam boa parte desse balanço negativo da empresa citando países como China, Brasil, México, Índia e Rússia. 

Segundo a empresa, as vendas durante o último trimestre caíram 23% na China e 13% no Brasil. 

As demissões em massa na Cisco vem ocorrendo sequencialmente há cinco anos — desde então já foram mais de 20.000 funcionários demitidos. 

A empresa tenta focar seus esforços em novas áreas como computação em nuvem e a internet das coisas. A Cisco tenta se afastar do mercado de switches e roteadores, mas encontra muita concorrência de concorrentes mais antigos como HP, IBM e Juniper Networks.