Chineses fazem negócio com falha na abertura de Sochi

Falha na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi fez com que o logotipo olímpico mostrasse apenas quatro anéis ao invés de cinco

Uma falha na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, que fez com que o logotipo olímpico mostrasse apenas quatro anéis ao invés de cinco, foi aproveitada por empresários chineses para fazer négocio, pois foi transformada em imagem de camisetas e outros produtos.

No site chinês de venda “Taobao”, a mais popular no país, mais de 60 prendas e outros produtos com “esta versão” do logotipo são vendidos a preços que vão de US$ 3 a US$ 30, aparentemente com grande aceitação dos compradores.

O desenho, no qual um dos cinco anéis aparece fechado, mostra “a imperfeição da beleza”, assinalaram alguns internautas chineses.

No começo da cerimônia de abertura de Sochi 2014, realizada na sexta-feira passada, cinco grandes flocos de neve deviam se abrir e se transformar nos anéis que simbolizam o espírito olímpico e os cinco continentes, mas um deles, o da parte superior direita, não abriu.

A organização de Sochi se preparou para mudar a imagem televisiva ao vivo por uma gravada no ensaio geral, em onde apareciam os cinco anéis, embora não pôde evitar que durante alguns segundos milhões de espectadores puderam ver a falha.

Curiosamente, o presidente russo, Vladimir Putin, não se inteirou do problema, pois imagens divulgadas na imprensa mostram que quando aconteceu a falha olhava para outro lado.