China libera primeiros testes com carros autônomos em Pequim

A gigante da tecnologia Baidu é a primeira empresa a receber permissão para realizar testes na capital chinesa

São Paulo – A gigante da tecnologia Baidu recebeu das autoridades chinesas a primeira licença para testar veículos autônomos nas ruas da capital, Pequim, um sinal de que o governo da China está apostando suas fichas no uso dessa tecnologia em escala comercial.

Na cerimônia de lançamento, ocorrida na última quinta-feira (22), cinco carros movidos pela plataforma de direção autônoma da empresa, a Apollo, foram levados para testes de estrada em Yizhuang, parte do distrito de Daxing nos subúrbios de Pequim.

As condições para direção autônoma na capital chinesa são desafiadoras, com pedestres, bicicletas, motos, ônibus e carros disputando espaço nas ruas.

Essa complexidade tornou-se mais preocupante do que nunca nos últimas dias tendo em vista a tragédia envolvendo a Uber na qual um pedestre foi morto por um dos carros sem motorista da empresa.

O acidente levou muitos especialistas a questionarem o ritmo em que a tecnologia da direção autônoma está sendo implantada.

De acordo com a Comissão Municipal de Transportes de Pequim, todos os veículos que solicitam a licença devem passar por mais de 5.000 quilômetros de treinamento em circuito fechado, além de avaliações que incluem a capacidade de acompanhar as regras de trânsito e lidar com emergências.

Existem atualmente 33 estradas habilitadas para testes na capital, abrangendo aproximadamente 105 quilômetros. Elas se encontram principalmente em áreas menos povoadas fora do anel viário de Pequim, em Shunyi, Haidian e Yizhuang.