CEO da Intel deixa o cargo após envolver-se com funcionária da empresa

Brian Krzanich não respeitou uma política da empresa que proíbe relacionamentos afetivos entre gerentes e funcionários

São Paulo – Brian Krzanich anunciou sua saída do cargo de CEO da Intel nesta quinta-feira (21), devido a um relacionamento passado com uma funcionária da empresa. A informação foi divulgada no Wall Street Journal.

Após uma investigação, a companhia concluiu que houve violação da sua política que impede relacionamentos com funcionários (consensuais ou não), aplicada a todos os gerentes.

Na empresa desde 2016, Robert Swan, que ocupava a posição de CFO (diretor financeiro), assumiu o posto de CEO imediatamente após a saída de Krzanich, que liderava a empresa desde 2013, após ter feito carreira em posições técnicas e de liderança desde 1982 na Intel.

Candidatos internos e externos são considerados para ocupar o cargo do CEO de forma definitiva.