Celular com tela dobrável Motorola Razr chega ao Brasil em janeiro

Smartphone conta com sistema Android e sistema que permite dobrar a tela, como no Razr 3 dos anos 2000

São Paulo – A Motorola lançará o seu primeiro celular com tela dobrável no mercado brasileiro em janeiro de 2020. A informação foi confirmada pela empresa para EXAME. Com sistema operacional Android, o Motorola Razr é uma edição moderna do celular de flip do início dos anos 2000, conhecido como Razr V3.

O novo smartphone com tela dobrável será fabricado no Brasil, assim como os demais celulares da Motorola vendidos no mercado nacional. Se nenhuma outra fabricante lançar um celular com tela dobrável, a Motorola pode ser pioneira nesse segmento no Brasil no começo do ano que vem.

Motorola Razr 2019 Motorola: novo Razr tem tela dobrável de 6,2 polegadas

Motorola: novo Razr tem tela dobrável de 6,2 polegadas (Lucas Agrela/Site EXAME)

Diferentemente dos celulares com telas dobráveis previamente apresentados globalmente, como o Samsung Galaxy Fold ou o Huawei Mate X, o Razr se dobra verticalmente, como fazíamos com celulares com flip no passado. Os aparelhos de Samsung e Huawei se desdobram horizontalmente para ficar maiores, como se fossem tablets.

“O Razr mudou o padrão do mercado no passado. Agora, a Motorola espera repetir esse feito com a nova versão do produto”, afirmou José Cardoso, presidente da Motorola Brasil, durante entrevista coletiva, concedida em São Paulo. O novo Razr contou com a participação da equipe brasileira no projeto de desenvolvimento, assim como de engenheiros da Lenovo que trabalharam na linha de notebooks Yoga (que têm telas que giram quase 360 graus).

Motorola Razr V3 e Razr 2019 Razr: modelo do início dos anos 2000 ao lado do novo, que tem sistema operacional Android

Razr: modelo do início dos anos 2000 ao lado do novo, que tem sistema operacional Android (Lucas Agrela/Site EXAME)

A tela do novo Razr tem 6,2 polegadas de tamanho e pode ser dobrada ao meio. Quando fechado, o aparelho conta também com uma tela de 2,7 polegadas que exibe notificações. Dobrado, o dispositivo pode ter sua câmera acionada para capturar fotos enquanto o usuário vê na telinha o que será registrado. A proposta da Motorola com o novo design, além do apelo nostálgico, foi viabilizar que as pessoas levem no bolso da calça um celular com tela grande.

Motorola Razr 2019 Motorola Razr: smartphone tem barra inferior que acomoda antena e sensor de impressões digitais

Motorola Razr: smartphone tem barra inferior que acomoda antena e sensor de impressões digitais (Lucas Agrela/Site EXAME)

Como na edição dos anos 2000, o novo Razr conta com uma barra horizontal inferior em seu design, local que acomoda componentes como antena e sensor de impressões digitais (veja a imagem acima).

A bateria, por outro lado, é dividida em duas, uma em cada “lado” do smartphone, de modo a permitir que ele seja dobrado.

Motorola Razr 2019 Razr: tela do aparelho tem 6,2 polegadas quando aberta

Razr: tela do aparelho tem 6,2 polegadas quando aberta (Lucas Agrela/Site EXAME)

O Motorola Razr ainda não tem data exata para chegar ou preço para o mercado brasileiro, apesar de já ter uma página dedicada no site oficial da empresa no Brasil. O lançamento marcará a volta da empresa americana, que atualmente é parte da chinesa Lenovo, ao segmento de celulares topo de linha. Em entrevista para Revista EXAME, Sergio Buniac, presidente global da Motorola, afirmou que a empresa acelerou o ritmo de desenvolvimento de novidades para competir no mercado global e levar a empresa de volta ao lucro.