Carro sem motorista da Uber sofre acidente; testes são suspensos

Esta não é a primeira vez que um veículo autônomo se envolve em um acidente, mas para os negócios da Uber é um revés e tanto

São Paulo — O final de semana começou com mais um revés para os negócios da Uber.  No final da tarde da última sexta-feira, um carro sem motorista da companhia sofreu um acidente em Tempe, no Arizona, Estados Unidos. O projeto, que estava em fase de testes, foi suspenso neste sábado (25).

Segundo informações do jornal Financial Times, o carro estava no modo autônomo no momento da colisão. Dois engenheiros da companhia estariam acompanhando o trajeto para tomar a direção em casos de emergência.

De acordo com a polícia local, a colisão teria acontecido porque um segundo veículo não deu preferência ao Volvo XC90 da Uber ao fazer uma conversão. Com a batida, o carro sem motorista tombou no meio da avenida, mas ninguém ficou gravemente ferido.

Ainda não se sabe por que o modelo da Uber não conseguiu evitar o acidente – vale lembrar que erros como estes são comuns no trânsito de qualquer cidade e um carro autônomo deveria ser capaz de considerar isso.

Até que as investigações da empresa sejam concluídas, todos os veículos sem motorista da companhia foram tirados das ruas dos estados do Arizona, Califórnia e Filadélfia foram suspensos.

Temporada de más notícias

Esta não é a primeira vez que um veículo autônomo se envolve em um acidente. O mais grave deles deixou uma vítima fatal quando um carro sem motorista da Tesla colidiu com um caminhão.

Para a Uber, no entanto, o acidente é mais um reforço para a temporada de más notícias que aflige a companhia e um contratempo para os planos da empresa de ser a primeira a lançar um veículo autônomo no mercado.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. estamos muito, mas muito longe mesmo de ter um autonomo confiável!!!

  2. Pedro Evandro Montini

    Apesar do carro autônomo ainda não estar 100% desenvolvido e confiável, o culpado por esse acidente foi o motorista do outro carro, imprudente.

  3. Iperformance IP

    Como iria evitar um acidente se depende de uma reação para evitar a colisão, o modo autônomo não tem como prever reações humanas se não tiver conhecimento.
    São fatalidades que poderia acontecer com qualquer um, ninguém consegue sair de uma situação dessa!Se a culpa foi do motorista que não deu preferência nem um humano poderia evitar.Se o sistema autônomo acusar que o erro foi do outro motorista, todos os dados ficaria salvo na central para acusar o erro de um terceiro.
    Os engenheiros não tiveram culpa, mas a reação é de quem controla!

  4. Jamisson Moreira

    Mesmo que tivesse passageiros, dificilmente alguém sairia ferido neste acidente estando a bordo deste Volvo.