Carro autônomo da Uber mata mulher nos Estados Unidos

Acidente marca a primeira fatalidade envolvendo um veículo tecnológico

São Paulo – Um dos carros autônomos da Uber, que faz parte do programa de testes da empresa, atropelou e matou uma mulher na noite do último domingo (18), na cidade de Tempe, no Arizona (EUA). As informações são da agência Reuters.

O acidente marca a primeira fatalidade envolvendo um carro com tecnologia de condução autônoma, que dispensa a necessidade do motorista dirigir. Vale notar que, durante este período de testes, um funcionário da Uber anda dentro do veículo para supervisioná-lo.

O veículo envolvido no acidente era da Volvo, modelo SUV chamado XC90. Devido ao acidente, ele teve a parte frontal avariada. De acordo com depoimento das autoridades à Reuters, o atropelamento aconteceu quando a mulher tentava atravessar a rua. O nome da vítima não foi revelado à imprensa.

O CEO da Uber se pronunciou no Twitter. Na mensagem, ele se desculpa publicamente pelo ocorrido e se mostra cooperativo com a polícia local.

Em comunicado, a Uber disse que irá suspender os testes na América do Norte, expressou suas condolências e informou que irá colaborar com a investigação policial.

Nos Estados Unidos, 6.000 pedestres morreram em acidentes de trânsito em 2016.