Buscapé lança novo serviço para cálculo de frete e compras

A partir de hoje, consumidores vão visualizar o preço dos produtos com o valor do frete, segundo a sua localidade, e poderão finalizar a compra através do próprio site

São Paulo – O Buscapé anunciou nesta quinta-feira, em São Paulo, duas novidades para os consumidores. Além de oferecer comparações de preços entre diferentes varejistas, agora será possível visualizar o valor da compra com frete incluso e também finalizá-la através do próprio Buscapé. Os novos serviços online, Calcular Frete e Comprar Agora, estarão disponíveis a partir de hoje para todos os usuários do site.

“O comércio eletrônico trouxe aos consumidores o acesso ao catálogo e ao preço, mas faltava uma ferramenta que incluísse o valor do frete no resultado das buscas”, explicou o fundador e CEO do Buscapé, Romero Rodrigues em evento para a imprensa. Agora, ao realizar pesquisas no site, o consumidor irá visualizar o que de fato será pago pelo produto, isto é, com o frete calculado de acordo com a sua localização.

A novidade, explicou Rodrigues, irá beneficiar os consumidores, que terão em mãos ainda mais informações acerca da sua compra, e também os varejistas. “Quando o consumidor tem maior poder de decisão, possivelmente clicará diretamente na loja em que irá comprar. Como consequência, a loja terá menos conversão”, disse. De acordo com ele, a expectativa é que, com o Calcular Frete haja um aumento de 25% na conversão do clique em compra.

A outra ferramenta lançada nesta quinta é o Compre Agora. Ao clicar no botão relacionado ao produto desejado, o usuário poderá finalizar a compra ainda dentro do ambiente do site, sem precisar entrar em uma nova página e realizar cadastros intermináveis. Através do Facebook, por exemplo, é possível prosseguir com a aquisição.

Cerca de 1070 estabelecimentos cadastrados no Buscapé estarão integrados com o Compre Agora nesta fase inicial do projeto. Já em relação ao serviço de cálculo de frete, Rodrigues estima que pouco mais de 1000 varejistas já contem com a ferramenta. “São lojas de todos os tamanhos e vamos atender a todos, mas de acordo com os requisitos de qualidade para proteger o consumidor”, pontuou. A expectativa, continuou o CEO, é que os 500 maiores nomes do comércio eletrônico estejam agregados aos serviços.