Buscapé anuncia fusão com Bondfaro

Sites de busca e comparação de preços continuarão operando separadamente, mas administração será unificada

As empresas Buscapé e Bondfaro, especializadas em sites de busca e comparação de preços, comunicaram, nesta segunda-feira (29/5), sua fusão. Com o acordo, o Buscapé tornar-se proprietário dos dois sites www.buscape.com  e www.bondfaro.com.br), que continuarão operando separadamente. “Com esta fusão, nos fortalecemos para enfrentar a crescente concorrência dos sites de busca e dos grandes portais nacionais e estrangeiros”, afirma o presidente do Buscapé, Romero Rodrigues. “A operação cria uma multinacional verde-amarela de tecnologia bem posicionada e capaz de competir no crescente mercado de publicidade online e comércio eletrônico da América Latina”, completa o diretor-executivo do Bondfaro, Guilherme Pacheco.

Na prática, o negócio unificará a base de dados das duas empresas, que passarão a contar com o mesmo acervo de lojas e produtos. A plataforma integrada contará com 40 000 lojas listadas, entre virtuais e reais. Nessa troca de conteúdo, o Buscapé agregará 230 novas lojas. E o Bondfaro ganhará 2 200 estabelecimentos. Além disso, eliminando os produtos similares, o Buscapé ganhará 500 000 itens e o Bondfaro, mais de 9 milhões.

Criado em março de 2000, o Bondfaro possui dois escritórios – um no Rio de Janeiro e outro na Argentina -, e faturou 11,8 milhões de reais no ano passado. A receita vem do licenciamento da tecnologia de busca e comparação de preços para mais de 40 empresas, como Embratel, Philips, O Globo e Paraná Online. A base de clientes cadastrados atingiu 1,8 milhão de pessoas em 2005, e as buscas somaram 153 milhões. A empresa mantém sites de comparação de preços em operação na Argentina, Chile e México.

O Buscapé foi fundado em 1999 e faturou 18 milhões de reais em 2005. A empresa possui sites na Argentina, Chile, México e Colômbia. A companhia também vende plataformas de comércio eletrônico, ferramentas de busca e comparação de preços. A tecnologia é usada por empresas como Buscapreço Mastercard, Cidade Internet, Intel, Terra Chile, Terra México, Americanas.com e Magazine Luiza, entre outros.

Com a fusão, o quadro de acionistas do Buscapé passará a incluir os sócios da Great Hill, que possui 30% de seu capital desde o começo de 2006, os quatro sócios fundadores da empresa, os cinco fundadores e dois investidores que mantêm participação no Bondfaro.

Apenas como comparação, se a fusão já fosse válida no ano passado, as duas empresas teriam um total de 25 000 lojas cadastradas, frente a 3 500 em 2004, com 9 milhões de produtos disponíveis – o dobro do de 2004. O número de usuários mensais passaria de 8,263 milhões para 11 milhões na mesma base.