Brasileiro detido em Londres leva caso à Justiça

Londres - O brasileiro companheiro do jornalista que publicou documentos secretos americanos vazados pelo fugitivo Edward Snowden abriu uma ação judicial contra sua...

Londres – O brasileiro companheiro do jornalista que publicou documentos secretos americanos vazados pelo fugitivo Edward Snowden abriu uma ação judicial contra sua detenção pelas autoridades britânicas, anunciou nesta terça-feira o editor do jornal The Guardian.

“David Miranda entrou com uma ação a respeito do material” que lhe foi confiscado durante o interrogatório domingo no aeroporto londrino de Heathrow e sobre o modo como ele foi tratado”, declarou à BBC Alan Rusbridger.

“Ele deseja recuperar este material e não quer que seja copiado”, acrescentou o editor do jornal britânico que revelou a existência dos programas de vigilância das comunicações dos Estados Unidos a partir de documentos vazados por Edward Snowden, ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana.

David Miranda é o companheiro do jornalista americano Glenn Greenwald, contato-chave de Edward Snowden no Guardian. Domingo, ele permanceu detido por nove horas no aeroporto londrino de Heathrow sob a lei britânica anti-terrorista.

Em seu retorno ao Brasil, onde o casal reside, David Miranda afirmou que teve seu notebook e cartões de memória confiscados durante o interrogatório.

“David Miranda não é jornalista, mas desempenha um papel importante ao ajudar seu companheiro em seu trabalho jornalístico”, segundo o Guardian.