Brasil é o 65º país mais conectado do mundo

Relatório anual da União Internacional de Telecomunicações mostra que 4,3 bilhões de pessoas continuam sem acesso à internet. População conectada é de 3 bilhões

São Paulo – Até o final de 2014, a internet contará com três bilhões de usuários. O número foi publicado no relatório anual “Mensurando a Sociedade da Informação”, do órgão União Internacional de Telecomunicações (ITU). O crescimento de 2013 para 2014 será de 6,6%. O aumento tem se mostrado estável nos últimos anos.

De acordo com o relatório, no entanto, existem grandes disparidades no crescimento e no uso da internet ao redor do mundo. A média mundial é de 43,6% da população conectada.

Em países desenvolvidos, a internet é muito mais difundida, com 78,4% da população com acesso à rede. Já em países em desenvolvimento, o número é de apenas 31,2%.

O índice é ainda menor quando se usa a lista de países menos desenvolvidos da ONU. A lista reúne 48 países ao redor do mundo. A porcentagem de casas conectadas nesses países é de 5%.

O continente mais conectado é a Europa, com 78% da população com acesso à internet. O pior deles é a África, onde apenas 11,1% da população tem conexão.

O relatório usa o índice para Américas. No continente, a taxa de conexão é de 57,4% — o número é puxado para cima graças aos Estados Unidos e Canadá.

De acordo com o relatório, o índice de conexão no Brasil é superior à média mundial e à média das Américas. O país se encontra na décima posição dentro do continente. Perde para países como Estados Unidos, Canadá, Uruguai, Argentina e Chile.

No ranking global comparando os índices de conexão, o Brasil está em 65º lugar, subindo duas posições em comparação com os dados publicados no ano passado.

Desconectados

O número de pessoas sem acesso à internet é de 4,3 bilhões. De acordo com o relatório, 90% dessa população vive em países em desenvolvimento.

Os países com os piores índices de conexão do planeta são República Centro-Africana, Níger, Chade, Eritreia e Etiópia.

Os países com melhores índices de conexão são Noruega, Coreia do Sul, Suécia, Islândia e Reino Unido.