Brasil chega a 259,3 milhões de acessos móveis

TIM e Claro são as que crescem em 3G; Vivo, que tem a maior cobertura, perde base desde junho

São Paulo – As operadoras móveis brasileiras fecharam outubro com 259,29 milhões de acessos, uma ampliação de 436 mil novas linhas no mês. Com isso, a teledensidade de celulares no Brasil é de 131,7 linhas ativas por cem habitantes. O total de terminais 3G é de 59,01 milhões de terminais.

Analisando os dados da Anatel de maneira mais detalhada, observa-se um fenômeno interessante: a operadora Vivo vem, mês a mês, desde maio, perdendo clientes 3G. O pico foi de 13,348 milhões de clientes 3G, mas em outubro a operadora registrava apenas 12,544 milhões. O dado é ainda mais curioso se for considerado que a Vivo é, de longe, a operadora com maior cobertura 3G.

A Claro e a TIM são as operadoras que vêm crescendo em 3G sistematicamente. No caso da Claro (a operadora com maior base na tecnologia), eram 13,832 milhões de usuários em maio e em outubro o total registrado foi de 18,588 milhões. A TIM tinha 6,912 milhões de clientes 3G em maio e em outubro registrava 17,223 milhões.

A Oi chegou ao pico de acessos 3G em junho, com 3,898 milhões de clientes. Em outubro tinha 3,807 milhões, segundo dados da Anatel. A CTBC vinha em um movimento ascendente mês a mês, mas em outubro o crescimento teve um leve decréscimo e fechou em 321,7 mil clientes 3G.