Bill Gates rejeitou ideia de tablet em 1998

De acordo com Gates, a ideia de um tablet sensível ao toque já existia antes do surgimento do iPad, mas teria sido rejeitada por não “parecer” o suficiente com o Windows

São Paulo – A Microsoft teve ideia para um e-reader em 1998, mas o projeto foi rejeitado por Bill Gates.

A informação veio à tona em reportagem da Vanity Fair com ex-empregados da Microsoft e foi confirmada pelo próprio executivo, que na época era presidente da empresa, durante entrevista a um programa do canal norte-americano PBS, ocorrida nesta segunda-feira.

De acordo com Gates, a ideia de um tablet sensível ao toque já tinha lhe ocorrido “muito antes” do surgimento do iPad, feito pela Apple. No entanto, o projeto oferecido na época era apenas “quase bom o bastante” na opinião do cofundador da Microsoft.

De acordo com um programador da MS, Gates não teria aprovado a interface do aparelho por não “parecer” o suficiente com o Windows.

“Os tablets que tínhamos feito antes não eram tão finos, nem tão atraentes quanto os que vieram depois”, disse Gates durante a entrevista, que relevou também o quanto Steve Jobs, cofundador da Apple, sabia as deixas certas para lançamentos. “Ele fez algumas coisas coisas melhor do que eu”, afirmou.

O Surface, tablet anunciado pela Microsoft em 18 de junho, será a chance para a empresa se inserir definitivamente nesse mercado. Na opinião do executivo, com esse aparelho a companhia terá “algo que pode mudar as regras novamente”.