Banda larga atinge 70% nos EUA, diz estudo

Washington - A porcentagem de americanos com acesso à internet de alta velocidade em casa chegou a 70%, enquanto apenas 3% têm acesso telefônico à web, de acordo...

Washington – A porcentagem de americanos com acesso à internet de alta velocidade em casa chegou a 70%, enquanto apenas 3% têm acesso telefônico à web, de acordo com um estudo divulgado nesta segunda-feira.

O projeto americano Internet e Vida do Pew Research Center observou que a porcentagem de usuários de banda larga de alta velocidade representa um pequeno, mas significativo, aumento em relação aos 66% dos adultos que disseram possuir o serviço em abril de 2012.

Em maio de 2013, o percentual de uso de internet discada manteve-se em 3% como ao longo dos últimos dois anos, indica a Pew, mas caiu drasticamente de um pico de 41% em 2001.

Em geral, 85% dos americanos usam a internet, de acordo com o relatório. Daqueles que não têm conexão de alta velocidade em casa, 10% têm smartphones que podem acessar a web.

Entre aqueles com as maiores taxas de uso de banda larga em casa ainda estão os universitários, adultos com menos de 50 anos e adultos que vivem em famílias com renda de pelo menos US$ 50.000 por ano. Os brancos e moradores de áreas urbanas ou suburbanas também registraram taxas acima da média.

“Temos notado que a idade, escolaridade e renda são alguns dos fatores associados à adoção da banda larga em casa”, diz Kathryn Zickuhr, pesquisadora associada da Pew e principal autora do relatório.

O estudo observa que mais da metade de todos os adultos americanos possuem um smartphone, mas não determina se todos são de “banda larga”.

“Os usuários de banda larga podem consumir e criar vários tipos de conteúdo de uma forma que os usuários da internet discada não podem, e nossa pesquisa demonstrou diferenças significativas no comportamento on-line nestes dois grupos”, afirma Aaron Smith, co-autor do relatório.