Avião solar chega à Índia na 2ª etapa de sua volta ao mundo

Após pouco menos de 16 horas de voo, Borscheberg e seu copiloto, Bertrand Piccard, foram recebidos no aeroporto, situado no estado ocidental de Gujarat

Nova Déli – O avião Solar Impulse II chegou à cidade indiana de Ahmedabad na segunda etapa de sua volta ao mundo, com o objetivo de ser a primeira aeronave a viajar ao redor do planeta impulsionada unicamente com energia solar.

“Voei de Mascate, no sultanato de Omã, até Ahmedabad, na Índia. Aterrissei às 23h25 (horário local, 14h55 de terça-feira Brasília) e podemos anunciar um recorde provisório de distância percorrida em um avião solar”, declarou o piloto, o suíço André Borscheberg, nesta quarta-feira em seu site oficial.

Após pouco menos de 16 horas de voo, Borscheberg e seu copiloto, Bertrand Piccard, foram recebidos no aeroporto, situado no estado ocidental de Gujarat, com um ramo de flores pelo embaixador da Suíça em Nova Délhi, Linus von Castelmur.

Esta segunda etapa no périplo do avião, de um total de 12 ao redor do mundo, terminará no domingo, período durante o qual os pilotos participarão de vários eventos para fomentar a energia renovável e o desenvolvimento sustentável, segundo afirmou hoje à Agência Efe uma fonte da embaixada suíça na Índia.

De Ahmedabad o Solar Impulse II partirá rumo à cidade sagrada hindu de Benarés, no norte da Índia, onde fará uma breve escala antes de continuar na segunda-feira sua viagem em direção a Mianmar.

Este périplo ao redor do mundo, que se prolongará durante cinco meses e 35.000 quilômetros, inclui dois períodos de cinco ou seis dias, nos quais Borscheberg e Piccard, fundadores do projeto Solar Impulse, tentarão atravessar os oceanos Atlântico e Pacífico.

Este é o segundo protótipo do “sonho” de dar a volta ao mundo com energia solar. O primeiro, mais leve e menos potente, realizou seu primeiro voo em 2010 e pôde, entre outras conquistas, viajar 26 horas seguidas e atravessar os Estados Unidos de costa a costa em cinco etapas.